Manchas na pele – O que pode significar?

Oii gente! Tudo bem?

O post de hoje é sobre um assunto já conhecido e cercado de dúvidas:manchas na pele! Todo mundo já teve, tem, ou conhece alguém que tenha. Essas manchas podem aparecer desde o nascimento ou ao longo dos anos e podem ser consequência de exposição solar excessiva, envelhecimento da pele, alergias ou câncer.

Geralmente estas manchas não são graves e continuam ali, iguaizinhas mesmo com tratamento, mas as aquelas que surgem ao longo da vida devem ser identificadas e tratadas por um dermatologista, para evitar complicações.

Uma coisa que já estamos carecas de saber é que, para prevenir o aparecimento das indesejáveis é preciso manter  uma rotina de cuidados com a pele, como: protetor solar (SEMPRE) que sair de casa, usar hidratante diariamente, não espremer espinhas e cravos, entre outras.

Mas fica aquela dúvida: tenho uma manchinha que cresceu. É câncer? Vou morrer? Calma, miga! Conversei com uma médica dermatologista para tirar de vez essas caraminholas da nossa cabeça, ok?

A Dra. Juliana Toma, da Universidade Federal de São Paulo, me explicou sobre as manchas mais comuns e seus tratamentos.

Lembrando que esse post não substitui uma consulta com um médico ou acompanhamento com especialista.

É possível identificar as manchas por sua cor e formato

Existem algumas manchas da pele, que apresentam características padrão, como a cor, a forma ou período que surge, assim fica mais fácil identificar o tipo e o tratamento adequado conforme o caso. De toda forma é recomendado é consultar um dermatologista quando aparecem.

Melasma

O melasma aparece como manchas marrons no rosto, e aparecem depois de exposto ao sol. Já na gravidez quando aparece é chamada de cloasma.

Tratamento

Deve passar diariamente protetor solar com fator de proteção máximo e não ficar exposto ao sol por longos períodos ou em fontes de calor.

Mancha senil

Estas manchas são escuras nas mãos, braços, rosto e pescoço depois dos 40 anos de idade, graças ao fotoenvelhecimento da pele causado pelo sol. 

Estas manchas aparecem nas pessoas que não se cuidaram e ficaram expostas ao sol.

Tratamento

Nas manchas mais claras e superficiais é possível fazer a esfoliação da pele com creme hidratante e açúcar (2 em 2 semanas), mas nas escuras é preciso procurar um dermatologista, e fazer tratamento com uso de laser ou peeling.

Dermatite

A dermatite pode indicar o aparecimento de uma alergia, e pode causar manchas marrons na pele que coçam. Isto acontece após a ingestão de alimentos alergênicos, como camarão, morango ou amendoim ou após aplicação de produtos, como perfumes, cosméticos e cremes, ou ainda o contato de objetos com a pele, como colares e pulseiras.

Tratamento

Aplicar corticóide duas vezes por dia diminui os sintomas, além disso, é preciso consultar um dermatologista para identificar a causa da alergia.

Pano branco

Conhecido como micose de praia, ocorre devido à infecção por fungo, que causa manchas pequenas esbranquiçadas na pele.

Tratamento

Utilizar creme antifúngico, duas vezes por dia, durante três semanas. Conforme tipo das lesões pode ser necessário, tomar um antifúngico oral.

Fitofotodermatite

Nestes casos esta mancha caracteriza quando expõe a pele ao sol, ou contato com frutas cítricas, (limão ou laranja).

Tratamento

Deve lavar bem a pele e utilizar hidroquinona 3 a 4 vezes por dia.

Câncer de pele

Geralmente, aparece como mancha ou sinal, que pode ter várias cores, forma assimétrica ou bordas irregulares.

Tratamento

O indicado é consultar um dermatologista, pois quando diagnosticado na fase inicial é possível ter maiores chances de cura.

Acantose nigricans

A acantose nigricans provoca manchas na parte de trás do pescoço, axilas ou debaixo das mamas ou por doenças metabólicas, como a Síndrome de Cushing.

Além disso, pode ser consequência de câncer de estômago.

Tratamento

É importante consultar o dermatologista, pois ele irá prescrever cremes clareadores.

Vitiligo

Esta doença causa manchas claras na pele em alguns locais do corpo, como genitais, cotovelos, joelhos, rosto, pés e mãos.

A doença pode acontecer em qualquer idade e não existe causas conhecidas.

Tratamento

O ideal é consultar o dermatologista para iniciar o tratamento.

Cicatriz de espinhas

Este tipo de manchas na pele é comum nos jovens e pode ser decorrência a acne grave.

Tratamento

Usar óleo de rosa mosqueta 2 a 3 vezes na cicatriz e evitar a exposição no sol.

Observação: o cuidado prescrito acima ajuda a clarear as manchas, porém, quando não diminui com um mês de tratamento o ideal é consultar um dermatologista para diagnosticar o problema.

Bom, acho que deu para esclarecer muita coisa, não é mesmo?

Mil beijinhos e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *